23 de ago de 2009

Sebastião Salgado se assume na era digital...


Sebastião Salgado "Faz um ano que eu fotografo com câmera digital".


Já tinhamos dado uma nota meio surpresa, meio incerta, desde março. Rolaram alguns comentários em rodas e listas de discussão. Mas ontem, na gazeta online, entre outras coisas, Sebastião Salgado se assume na era digital. Usando uma Canon EOS1 Mark III. De uma vez só, diz que digital é melhor, deixa as Leica de lado e enche a bola da Canon!

Abaixo, está parte da entrevista em que ele fala da mudança para o digital. Mas vale também verificar a totalidade da entrevista, que foi realizada por Vitor Lopes.

O que fez você passar a usar tecnologia digital?
O mundo depois do 11 de Setembro virou um drama para os fotógrafos. Nós usávamos filmes e tínhamos os raios-x nos aeroportos. Eu vinha de Sumatra no ano passado, no mês de abril. Passamos por sete controles de aeroportos com 600 rolos de filme. Tive problemas em vários deles. Não adiantava mostrar para eles as cartas da Kodak, dos governos... Eu reaprendi a fotografia. A digital me facilitou a vida. Estou usando uma Canon EOS-1Ds Mark III, que é fabulosa.

É um susto para muita gente ver você falando que a digital é melhor... É melhor mesmo. Os químicos não existem mais. Tive que fazer os bons químicos até um ano e pouco atrás. Para conseguirmos papel para as cópias de leitura, tínhamos que trazer de Tóquio! Os filmes foram caindo de qualidade. E a qualidade que eu tinha em um 35mm anos atrás eu não tenho mais no médio formato agora.

Com a popularização das digitais, mudou a relação da sociedade com a imagem? Nada. Absolutamente nada. O número de fotógrafos não aumentou, não melhorou e não piorou. Você só mudou a base, exclusivamente a base. O problema é de sensibilidade e identificação com a profissão, de saber se é fotógrafo ou não.

A câmera digital altera a questão da memória? Acho que não. A fotografia, na realidade, é a memória da sociedade. São cortes representativos, são momentos que você faz da sociedade. É a verdadeira linguagem universal. A maneira de escrever cada um tem a sua, com uma vantagem para a fotografia. Ela não precisa de tradução. É realmente uma linguagem fabulosa.

Marcadores: , , ,

4 Comentários:

Às dom ago 23, 11:17:00 PM 2009 , Anonymous Anônimo disse...

Muito interessante, como a era digital vem ganhando espaço até mesmo entre os fotógrafos "das antigas", que até então, mantinham uma certa resistência.

Fotografo com uma digital, mas sou apaixonado por filmes, encontro neles uma alma, que não enxergo na digital, não da mesma forma. Mas continuo fascinado.

E, gostei muito do blog, sempre que tenho um tempo o visito. Parabéns!

Marcelo Montanini.

 
Às ter ago 25, 02:28:00 PM 2009 , Blogger Francisco disse...

Ele não afirma que a digital seja melhor, mas tão somente que a qualidade dos químicos e dos filmes caiu, desde o começo da fotografia digital.
Ele salienta o aspecto mais prático da fotografia digital. Em momento nenhum ele diz que a qualidade da fotografia digital é superior à de filme.
Até porque não é, mesmo.

 
Às qui ago 27, 02:27:00 PM 2009 , Anonymous Fred disse...

É duro reconhecer que a fotografia analogica caminha pra extinção. O Ibama devia tomar uma providência e o IPHAN Tombar. Mas, fora a piada, é tudo verdade mesmo. Os filmes que ainda estão por aí são muito ruins. Quimicos e papel, quem encontra???? Em compensação acabo de receber o catalogo da Hahnemuhle. Mais de 30 papeis, ecologicos, museológicos, de bambú e o escambau. O distribuidor no Brasil garante a entrega em 24 horas em casa. E aquí pra nós, o Tião deve ta levando um troco da Canon pra demonstrar tanto entusiasmo assim! E vida que segue!

 
Às qui nov 26, 10:41:00 PM 2009 , Blogger Blog de Pablo Bianchi disse...

Po, quero ver onde ele acha papel fotografico digital em preto e branco porq ja procurei em todo laboratório aqui no Rio e não achei.

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial