28 de set de 2009

Paraty em Foco: Ler o invisível a partir da cobertura do visível.


Fotógrafos no Poder: Mesa animada e rica de informações.

Na noite da entrevista "fotógrafos no poder" a mesma estava sendo pressionada pelo tempo, para não atrasar a performance da estrela do festival, Loretta Lux. Questões de agenda à parte, quem experienciou a fala de Orlando Britto e Lula Marques, mediada por Milton Guran e Sérgio Branco, saiu da Casa de Cultura de Paraty com a nítida impressão que o bate-papo poderia ser ainda melhor, se não tivesse sido podada pelo tempo.

Segredo da coisa? Falar de poder, mas pelo viés dos bastidores e decompondo a construção das imagens. Orlando Britto, num portfólio belíssimo e brilhantemente organizado, deixa claro qual são as suas opções de vincular o estético ao informativo da notícia. Percebe-se uma nítida vinculação entre o que Brito, veterano da coberturta dos corredores do poder de Brasília, estabelece entre o valor-notícia do que cobre e como ele fotografa.

"A fotografia tem um que de premonitório", afirma Brito. Sem dúvida, passeando pela sua apresentação tem-se um panorama da história política do Brasil, dos últimos 30 anos, bem como do nosso próprio fotojornalismo.

Valeu a importância da presença de Milton Guran na mediação. Ele próprio fotojornalista, antes de ser pesquisador e professor, falou com Brito e Lula Marques com conhecimento: de causa e das pessoas a quem se dirigia.

Quando a conversa chegou em Lula Marques, a cama feita por Orlando Brito serviu para apoioar de modo mais consistente a contemporaneidade do olhar de Lula. Na sua apresentação, a cor, a camera ágil, o enquadramento dinâmico, por vezes nervoso, dá o tom de um país em transformação, em um pulso que o fotojornalismo pode acompanhar e, de modo atento, dar o diagnóstico.

"A fotografia é uma linguagem muda" . Em algum momento da entrevista essa frase surgiu como um acrônimo, uma síntese do que foi visto naquela conversa. Surgiu como uma amostra que o que e como se vê, no caso da foto de notícia, vai encontrar seu verdadeiro significado tempos depois. É muda, porém não é silenciosa.

.

Marcadores: , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial