21 de mai de 2009

Fotógrafo Italiano ganha prêmio do NYPH com livro sobre Cuba



Cuba ocupa um lugar no imaginário de muito fotógrafo. É como documentar um fóssil-vivo, uma sociedade única e anacrônica dentro da selva globalizada. Um celeiro de contradições e singularidades. Cuba é como um não-lugar, algo que se tem que provar a existência. Talvez por isso, suscite tanta curiosidade.

Uma Cuba analógica e em preto e branco, fora do clichê do colorido digital, é o grande mérito do fotógrafo italiano Ernesto Bazan, que acaba de faturar o prêmio de melhor livro de fotografia do NYPH - New York Photo Awards 2009.

O livro foi produto de 14 anos de andanças pela ilha, de destroçamento dos clichês. O próprio lançamento do livro é muito incomum, quase improvável: ele conseguiu publicar o livro graças à vontade de um grupo de alunos que mobilizaram uma pré-venda da edição limitada do livro. Assinada e numerada pelo autor. O livro conta com 280 páginas e 118 fotografias divididos em seis capítulos.

Conferir em: www.bazanphotos.com e também www.bazancuba.com

Você pode conferir também os demais vencedores do do NYPH.

Marcadores: , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial