11 de abr de 2010

No MOMA de NY > Um Cartier-Bresson Inédito.


Foto: Henri Cartier-Bresson. Geórgia, 1972.

A partir de hoje, no Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, está aberta a exibição, Henri Cartier-Bresson: O século moderno. É a primeira grande retrospectiva do trabalho de Bresson, nos EUA, nos últimos 30 anos.

A mostra além de trazer os clássicos do fotógrafo, responsáveis por influienciar levas e levas de profissionais e amadores, traz de quebra um pequeno tesouro: mais de 60 imagens inéditas ao grande público. Algumas das imagens inéditas podem ser vista no blog Lens.

É uma demonstração da força do olhar de Bresson, que continua a moldar e ser referência de um tipo de olhar muito específico sobre a realidade. É resultante, também, de um manancial que parece ser inesgotável, os trabalhos inéditos do fotógrafo.

Revisitar os bancos de imagem e conseguir articulações de visibilidade e exibição de material inédito, está sendo, pouco-a-pouco, um viés do mercado da fotografia que está se consolidando. Nem Bresson, aliás, principalmente ele, estão livres dessa abordagem.

.

Marcadores: , , , , , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial