1 de abr de 2009

Helen Levitt, precusora da fotografia de rua, morre aos 95 anos.


FOTO: Helen Levitt. baby carriage.New York, c. 1940.

No último domingo, morreu uma das precussoras da fotografia de Rua, Helen Levitt. Nascida em Nova Iorque em 1913, Levitt começou a fotografar encontrando a poética das ruas na sua cidade. começando como fotógrafa comercial, deixou-se levar pela observação de famílias, vizinhos, multidôes e a própria transformação da metrópole.

Dando preferência ao uso de uma Leica, que notabilizou outro fotógrafo do cotidiano, no caso, Cartier-Bresson, Levitt nunca nego ua influência do mestre francês. Assim, adotava uma postura de descrição, de não invasividade. Desse modo, durante o correr do século XX, a fotógrafa construiu um valioso repertório que serve de referência a fotografia de cotidiano, além de, claro, fazer uma documentação sem precedentes do cotidiano de Nova Iorque.

Para rever Helen Levitt, vale conferir os livros:
A Way of Seeing, de 1965.
In The Street: Chalk Drawings And Messages,
New York City, 1938-1948, ambos de 1987.
Crostown, de 2001.
Helen Levitt. coletânea, de 2008.

Marcadores: , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial