5 de mai de 2010

AGENDA RECIFE: Marc Riboud na torre Malakoff




Em 50 anos de carreira, o francês Marc Riboud conseguiu registrar mais do que imagens. Produzidas ou ao acaso, suas fotos revelam emoção e arte, que a partir do dia 07 de maio poderão ser conferidas pelos pernambucanos, na exposição que leva o seu nome, montada na Torre Malakoff, Recife Antigo.

A mostra, uma promoção da Aliança Francesa do Recife, será composta por 60 fotos, consideradas das mais representativas na carreira de Marc Riboud, cujo estilo marcou, reconhecidamente, a forma de representar o mundo durante o século XX.

Integrante da tradicional escola francesa de fotografia – grupo que fundou o estilo conhecido como humanista –, Marc Riboud, hoje com 85 anos, terá seus trabalhos expostos na Torre Malakoff, até o dia 20 de junho. Realizada pela Aliança Francesa do Recife, a mostra tem produção da Alliance Française e Ímpar Produções; patrocínio da Câmara de Commercio França-Brasil, Societe Generale e UTE Norte Fluminense; parceria da FUNDARPE, Secretaria de Educação do Governo do Estado de Pernambuco, Prefeitura da Cidade do Recife e Universidade Católica de Pernambuco; apoio da Ambassade de France au Brésil e Ministério da Cultura e Governo Federal; além do apoio cultural da Sherwin Williams.

Biografia – Marc Riboud nasceu em 1923. Durante a Exposição Universal de Paris em 1937, ele realizou suas primeiras fotografias com o pequeno Vest-Pocket que seu pai lhe deu por ocasião de seus 14 anos. Em 1944, participou dos combates de Vercors. De 1945 a 1948, estudou engenharia na Ecole Centrale de Lyon e trabalhou em uma fábrica antes de resolver dedicar-se à fotografia. Em 1953, conseguiu publicar na Revista Life a foto de um pintor da Torre Eiffel. Convidado por Henri Cartier-Bresson e Robert Capa, integrou a equipe da Agência Magnum.

Em 1955, passando pelo Oriente Médio e o Afeganistão, foi por terra até a Índia, onde ficou um ano antes de ir para a China, em 1957. Depois de uma estada de três meses na antiga URSS, em 1960, fez a cobertura das independências da Argélia e na África Negra. Entre 1968 e 1969, realizou reportagens no Vietnã do Sul e também no Vietnã do Norte, onde foi um dos poucos fotógrafos a poder entrar. Nos anos 80, viajou regularmente pelo Oriente e pelo Extremo Oriente e realizou a exposição em Paris, Londres, Nova Iorque, Beijing, Hong Kong, Bilbao...

Marc Riboud publicou vários livros sobre a China, o Tibete e o Camboja. Em 2009, ele lançou “Algérie, indépendance”, pela editora Le Bec em l’air. Foram organizadas duas importantes retrospectivas: em 2004 – na Maison Européenne de la Photographie de Paris – e uma terceira está prevista no Shanghai Art Museum em março de 2010.

Seu trabalho foi exposto em diversos museus. Ele recebeu entre outras recompensas, dois prêmios do Overseas Press Club, o Time-Life Achievement, o Lucie Award, o ICP Infinity Award, e, recentemente, o Sony World Photography Award.


Serviço:

Exposição Marc Riboud
Local: Torre Malakoff (Praça do Arsenal, s/nº - Recife Antigo)
Período: De 07 de maio a 20 de junho de 2010

Horário de visitação:
· De Terça a Sexta – Das 9h30 às 17h
· Sábados e Domingos – Das 14h às 17h
Telefones para agendamento de grupos: (81) 3184.3182 / 3184.3187

Marcadores: , , , , , ,

1 Comentários:

Às qui mai 06, 12:10:00 PM 2010 , Blogger Renata disse...

Muito bom esse blog, informações mais que úteis e super informativo. Parabéns! :)

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial