23 de jun de 2009

O fim de uma era: Kodachrome dá adeus após 74 anos


Foto: Steve McCurry, para National Geographic, feita com Kodachrome.

Com dados da Reuters

Cores saturadas, precisão de registro, tradição entre fotógrafos, uma paleta de cores a ser trabalhada. Tudo isso remete ao Kodachrome. Ou remetia. A partir de ontem, a Kodak comunicou que o Kodachrome, vai ser parte do passado. Motivo: a intensa competição gerada pelas câmeras digitais.

"A Kodak anuncia hoje que vai aposentar o filme Kodachrome colorido este ano, concluindo sua história de 74 anos como ícone da fotografia", afirmou a empresa em comunicado. Trata-se do fim de uma história iniciada em 1935, e que se transformou no primeiro filme de consumo massivo em cores a ter obtido sucesso. Atualmente, o Kodachrome representa menos de 1 por cento das vendas totais de filmes fotográficos da companhia. A empresa disse que apenas um laboratório ainda estava processando o filme nos Estados Unidos dentro do padrão Kodak, o processo K-14.

Quem ainda tiver kodachrome para clicar, se apresse. O fornecimento do serviço de processamento se dará até 31 de dezembro de 2010, no último laboratório capaz de garantir a resposta de cores do filme através do processo K-14. O AutoFoco coloca abaixo o endereço:

Dwayne's Photo Service
415 S. 32nd Street
Parsons, KS 67357
U.S.A.

(620) 421-3940
1-800-522-3940
Fax: (620) 421-3174

Mas isso não significa o fim do filme como um todo. Recentemente a kodak anunciou 2 novos filmes. O Ektar 100, de grão superfino (o que é isso???)negativo em cores, e o Ektarchrome 100. Hoje é possível baixar plugins e presets que simulam, a partir de uma foto digital, a saturação do kodachrome. Mas fotografar com Kodachome era uma exercício. Com baixa latitude de exposição, o filme exigia um rigor de interpretação da luz e de fotometria que não toleravam grandes erros. Ter um senso de cores, de pré-visualização dos resultados, saber que ele sempre entregava a foto com uma pequena invasão de magenta... É parte do folclore do filme, mas é também parte da aula que se tinha ao trabalhar-se com o Kodachrome.

Com esse filme foram captadas imagens importantíssimas da história da fotografia, como, por exemplo, a foto da menina afegã, capturada por Steve McCurry. Aqui, você acessa uma galeria-portfolio da própria Kodak feitas com imagens captadas em Kodachrome. Show de cores. Impressionante para uma tecnologia de 74 anos. Fico aqui imaginando o impacto que o filme deve ter causado no seu lançamento, no longínquo 1935...

Marcadores: , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial