12 de set de 2010

Perpigan, Parte 2


Igreja dos Dominicanos, Perpignan. Séculos de arquitetura, fotojornalismo, ecologia e temas recorrentes.

Em Perpignan o acesso as exposições se dá em meio as tortuosas ruas medievais. As mostras são organizadas em conventos, igrejas, arsenais, torres de castelo, tudo dentro da antiga parte medieval da cidade.

Entrar na Igreja dos dominicanos pela primeira vez, assusta e seduz ao mesmo tempo. De cara, nos encontramos com uma dezena de exposições organizadas nas laterais da igreja que, com seu teto altíssimo, dá uma dimensão ainda maior ao que está exposto. Impossível não falar do trabalho de Mike Nichols, que com sua reportagem sobre a preservação das sequóias (já publicada na National Geographic Brasil) dá a exata dimensão desta face do impacto ambiental por lá, no caso, a costa noroeste dos EUA.

Meio ambiente, conflitos e Haiti dominam a agenda de exposições de Perpignan.


De quebra, seguindo a máxima de Ansel Adams que a fotografia de uma paisagem também deve ser uma outra paisagem, uma fotografia de uma sequóia também deve ser capaz de traduzir a imensidão da árvore. Por isso, uma foto de 130 M2 (segundo a divulgação do Visa, a maior já impressa), e uns 20 metros de altura, domina o espaço.

Na mesma igreja, cerca de 10 exposições. Tudo distribuído nas laterais. Chama atenção a recorrência de certos temas. Haiti, por exemplo, está em pelo menos uma cinco exposições neste Visa Pour L'image. Se o tema dominante no ano passado era o "a crise no fotojornalismo" a tentativa de tônica para esse ano era "a voz dos excluídos", no caso, do grande discurso midiático. Não foi o que ocorreu. O que tinha era a trinca de temas: repressão e conflitos, manifestações religiosas e acidentes naturais. este, no caso, plenamente dominado pelos registros do terremoto no Haiti, em janeiro.

Há ainda alguns deslizes, como a Mostra do fotógrafo português João Pina, do Kameraphoto. Trabalho que ainda insiste na obviedade de registrar o Rio de Janeiro no eixo: Favela > crime > bandidos. Mas isso é assunto pro próximo post.




Igreja dos Dominicanos em Perpignan, 700 anos de história lado a lado com o fotojornalismo de hoje.

.

Marcadores: , , , , , , , ,

1 Comentários:

Às ter fev 08, 09:32:00 PM 2011 , Blogger Danilo Fiuza disse...

Muito bom seu blog, bastante informações necessarias... está de parabens.. dê uma visitinha no meu blog http://danfiuza.blogspot.com abrços

 

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial