24 de fev de 2010

Na Burn: I define it as a place.


Foto: Marco Simola.

I define it as a place.

Assim começa no site da burn a descrição do ensaio do fotógrafo italiano Marco Simola. Tema? Metrô. De acordo com o próprio fotógrafo, as imagens foram captadadas entre 2003 e 2005, quando trabahava em Milão e passava, diariamente, quase 1 hora e meia entre idas e vindas pela cidade. Segundo Simola:

In the metro many of the passengers seem to be bored, sad and afraid, looking at empty space in a sort of open eyes dream. I tried to catch the expressions, the movements, the thoughts of these persons. I’ve organized the presentation like a subway travel, from the entrance on the metro, the waiting of the train, the transportation, the stops, the arrival and the way out.

(Tradução livre: No metro muitos dos passageiros parecem estar entediados, tristes e com medo, olhando para o espaço vazio em uma espécie de sonho de olhos abertos. Eu tentei pegar as expressões, os movimentos, os pensamentos dessas pessoas. Eu organizei a apresentação como uma viagem de metrô, a partir da entrada do metro, a espera do comboio, o transporte, as paragens, a chegada e saída.)

Para acessar o ensaio, clique aqui. Pelas imagens, dá pra perceber que a coisa toda não é tão simples quanto parece...

Post enviado por João Guilherme Peixoto.

.

Marcadores: , , , , ,

0 Comentários:

Postar um comentário

Assinar Postar comentários [Atom]

Links para esta postagem:

Criar um link

<< Página inicial